Segundo a rede de livrarias, todas as ordens de despejo estão suspensas.

Livraria Saraiva — Foto: Divulgação
Livraria Saraiva — Foto: Divulgação

A Saraiva, em recuperação judicial, é alvo atualmente de 34 ações de despejo, sendo que 28 tramitam em 1ª instância e seis na 2ª instância.

As informações aparecem em comunicado divulgado na noite da última segunda-feira (22), em resposta a um questionamento da B3 sobre a necessidade de divulgação de fato relevante sobre o tema.

Segundo a empresa, as informações não foram disponibilizadas ao mercado via fato relevante porque são públicas e estão disponíveis em Tribunais de Justiça. Além disso, as ações “ainda estão sub judice, sem qualquer impacto na operação da Saraiva até o momento”, diz o comunicado.

Das ações de despejo que estão em 1ª instância, sete tiveram pedidos de liminar deferidos, mas três tiveram seu efeito suspenso, afirma a Saraiva. Na 2ª instância, as seis ações tiveram sentença procedente para concessão de despejo e três tiveram efeito suspensivo concedido.

“Cumpre ressaltar, contudo, que todas as ordens de despejo estão suspensas por decisão superveniente proferida pelo juízo da recuperação judicial”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here